Conjunto de trabalhos elaborados pelos alunos do 8ºA, da professora Clara Abegão, Escola EB 2,3 Dr. José Neves Júnior - Faro sobre algumas espécies em risco e que É URGENTE PRESERVAR!
Sexta-feira, 15 de Junho de 2007
Canguru

 

 

 

 

CARACTERÍSTICAS FÍSICAS:
A maioria das espécies de cangurus tem orelhas grandes e cabeças relativamente pequenas. Os seus pés dianteiros pequenos têm cinco dedos de comprimento desigual, enquanto os pés de trás têm tipicamente quatro dedos. Muitas espécies são de um colorido próximo ao pardo para combinar com seu ambiente, ajudando-os esconder-se de predadores. Os machos dos grandes cangurus são notoriamente maiores em tamanho que as fêmeas, uma característica conhecida como dimorfismo sexual.
Os cangurus são marsupiais, um tipo de mamífero que dá à luz a um jovem pouco desenvolvido. Nos cangurus e em muitos outros marsupiais, os jovens são carregados e nutridos em uma bolsa especial no corpo da mãe.
Onde vive:
Os cangurus são encontrados somente na Austrália, Nova Guiné e em algumas de suas ilhas perto da praia, como a Tasmânia. Os cangurus vivem em todos os tipos de habitat ao longo da Austrália e Nova Guiné. Os cangurus-pequena vivem no deserto meridional onde há muralhas de rocha quase verticais. Por outro lado, os cangurus das árvores são encontrados em locais elevados da floresta tropicais, tal como seu nome sugere.
 
ALIMENTAÇÃO:
A maioria dos cangurus é herbívora, ou comedora de plantas. As espécies de tamanho médio que habitam a floresta como o canguru-pequena do pântano, canguru de árvore, comem folhas, brotos, e ramos. Alguns dos cangurus que vivem na floresta especializaram-se em comer cogumelos, resíduos de resina de árvores, insectos, lombrigas, e até animais mortos ou carne.
Os cangurus são semelhantes a mamíferos ungulados, como o cervo e antílope, na sua habilidade de digerir planta e importar o que é alto em fibra e baixo em proteína. Como os ungulados, eles evoluíram estômagos divididos em secções múltiplas contendo bactérias que podem quebrar paredes de célula de planta e liberar o conteúdo da célula nutritiva
.

COMPORTAMENTO:A vida social do canguru ainda não foi compreendida. Os animais reúnem-se brevemente para acasalar, mãe e cria permanecem juntos somente até que o jovem possa viver por ele próprio.

 
Os machos formam uma hierarquia, baseada em grande parte, na idade e no tamanho. O macho mais dominante, tem acesso exclusivo às fêmeas para acasalar. Ele gasta muito de seu tempo passeando de dentro e fora do seu "povoado", conferindo a condição reprodutiva das fêmeas e intimidando também outros machos que tentam acasalar com elas. Um macho pode levar dez anos para alcançar o estado de dominante, mas ele permanecerá no posto por um ano no máximo. Quando um macho mais jovem, mais vigoroso o obriga a sair desta posição este caminha para fora do seu povoado, e acaba por morrer.
Trabalho realizado por: Célia Nogueira

tags:

publicado por EscolaJNJ às 21:40
link do post | favorito

De abner a 23 de Setembro de 2009 às 16:55
belo trabalho parabéns pra quem fez nota10 Otimo


Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



pesquisar
 
Julho 2007
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30
31


posts recentes

Rinoceronte da Malásia

LINCE IBÉRICO

O Cachalote

Lobo - Ibérico

Cegonha –Preta

Canguru

Panda Gigante

Grande Tubarão Branco

Lince Ibérico

arquivos

Julho 2007

Junho 2007

tags

todas as tags

links
blogs SAPO
subscrever feeds